}
facebook icon twitter icon linkedin icon share icon
URL has been copied
Closing the Loop
Closing the Loop
Closing the Loop apoia empreendedores locais de comunidades vulneráveis na cidade costeira de Acra, no Gana. O modelo é simples e eficaz. Os resíduos de plástico são recolhidos e vendidos à CASH IT!, reagrupados e vendidos para serem reutilizados em produtos domésticos ou materiais de construção. Não só os problemas de gestão de resíduos são atenuados em Acra, como o valor desbloqueado dos resíduos plásticos também é canalizado de volta para estas comunidades na forma de empregos e novos fluxos de rendimentos.
City: Acra, Gana
Partner: Fundação ASASE
Visão geral
Para o nosso primeiro projeto em África, fizemos uma parceria com uma organização sem fins lucrativos, a Fundação ASASE. É a ideia de duas mulheres com diferentes estilos de vida: Hilda Addah, uma assistente social ganense, e Dana Mosora, uma engenheira química romena. O que as uniu foi o sonho em comum de ajudar as mulheres empresárias do Gana a desempenhar um papel fundamental em lucrar com os resíduos plásticos de Acra para o benefício das suas próprias comunidades.
Projeto

Juntas, Dana e Hilda deram início à primeira unidade de reciclagem CASH IT! no final de 2018 no distrito de Katamanso, em Acra, e processaram 35 toneladas de resíduos plásticos até ao final de 2019. O modelo é simples e eficaz. Os resíduos de plástico são recolhidos e vendidos à CASH IT!, reagrupados e vendidos para serem reutilizados em produtos domésticos ou materiais de construção. Não só os problemas de gestão de resíduos são atenuados em Acra, como o valor desbloqueado dos resíduos plásticos também é canalizado de volta para estas comunidades na forma de empregos e novos fluxos de rendimentos.

Closing the Loop criou mais de 100 novos empregos no setor de reciclagem local. Conheça Frank Agyekum, um artesão ganense empregado pela CASH IT!. Desde o início de 2019, Frank tem ajudado a construir e consertar as máquinas essenciais para as operações de processamento de resíduos de plástico nas instalações, utilizando materiais em segunda mão, adquiridos em sucatas e mercados em Acra. Com a orientação de Dana Mosora e Peter Segers, um gestor de projetos da Alliance e colaborador destacado da SUEZ, Frank construiu e reparou trituradores para plásticos HDPE duros e macios, lavando tambores de misturadores de betão reaproveitados e uma unidade de desidratação para sachês de HDPE.

Cofundadora da Fundação ASASE
"O que valorizamos mais na nossa parceria com a Alliance é o acesso ao conhecimento especializado na gestão de resíduos, que agora podemos tirar partido no nosso projeto, multiplicando eficazmente por um bom fator o impacto do financiamento fornecido pela Alliance para o nosso projeto."
Inovação na adversidade
Com a tenacidade e o trabalho árduo de Frank, reforçado pelo nosso financiamento e conhecimento especializado, a capacidade de processamento da instalação aumentou quase 15 vezes em 2020 para 500 toneladas. Estima-se que irá quadruplicar para 2000 toneladas até ao final de 2021. Apesar da pandemia de saúde global que afetou gravemente a comunidade de trabalhadores informais que recolhem resíduos recicláveis e desacelerou o fornecimento de plásticos recicláveis, a equipa seguiu em frente para impulsionar o impacto à distância.

Como um dos vários executivos emprestados das nossas empresas-membro, Peter possui mais de uma década de experiência na SUEZ e um vasto conhecimento em questões de gestão de resíduos. Com o Closing the Loop, embora fosse a primeira vez que Peter estivesse a trabalhar no Gana, a importância de se adaptar às circunstâncias locais era clara. “Ao procurar soluções, devemos encontrar algo que se adapte às necessidades locais”, referiu Peter. “Podíamos trazer equipamentos caros da Europa ou da China, mas assim que terminássemos o projeto, de que forma é que o equipamento seria utilizado? E como seria feita a sua manutenção? É melhor utilizar os materiais disponíveis para fazer algo que seja adequado e que possa durar”, acrescentou.

 


active-img